BiB Gourmand: o espaço do Entretapas no Guia Michelin


BiB Gourmand: o espaço do Entretapas no Guia Michelin

Uma das mais tradicionais instituições do mundo da gastronomia, desde 1900, o Guia Michelin avalia hotéis e restaurantes na Europa. Mas foi só a partir de 1955 que o “Livro Vermelho” criou uma categoria especial para reconhecer os restaurantes que oferecem comida de “qualidade excepcional por preços moderados”: a Bib Gourmand

 

Batizada em homenagem ao simpático mascote da Michelin (que atende pelo nome de Bibendum, “Bib” para os íntimos), a categoria aponta os melhores restaurantes a preços acessíveis. A análise é feita a partir de uma avaliação dos valores médios praticados no país em comparação com a qualidade oferecida pelo restaurante.

 

Quem faz essa avaliação é a equipe de inspetores do Guia, em geral profissionais com formação em hotelaria e com passagens profissionais por hotéis e restaurantes de alta gastronomia. Um inspetor deve ser capaz de reconhecer  ingredientes, texturas e sabores e saber descrevê-los segundo os critérios estabelecidos pelo guia.

 

A edição de 2015 foi a primeira dedicada ao Brasil. Mais de 500 restaurantes foram avaliados por uma equipe de inspetores trazidos da Espanha, já que o Guia ainda não conta com avaliadores locais. Cada restaurante foi visitado mais de uma vez pela equipe, de forma anônima.

 

São cinco os critérios de avaliação:

1 – qualidade dos produtos utilizados

2 – personalidade do chef

3 – regularidade do serviço

4 – domínio e técnica de cozinha

5 – relação custo x benefício

 

Dos mais de 500 restaurantes avaliados, apenas 145 foram selecionados para o Guia. Entre eles, o Entretapas.

+ There are no comments

Add yours